ACONTECIMENTOS

TEMPO RUIM 13/02/2020 13:35 ANDRÉIA FONTES / REPÓRTER MT

Chuvas castigam municípios e alerta continua para todo Estado

Estado reconheceu situação de emergência em 4 cidades nesta quarta-feira (12)

O alerta de perigo potencial para todo Mato Grosso, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inemt), continua para essa quinta-feira (13). Há previsão de chuvas intensas, com ventos de até 60 km/h, em praticamente todos os municípios.

As orientações, em caso de rajadas de vento, é não se abrigar debaixo de árvores, pois há risco de queda e descargas elétricas. Também é preciso evitar estacionar veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda. É orientado ainda evitar usar aparelhos eletrônicos ligados à tomada.

Para Cuiabá, a previsão de hoje é de tempo nublado a encoberto com pancadas de chuva. Temperatura mínima de 25ºC e máxima de 32ºC. Até domingo há previsão de sol, com chuva e trovoados.

Nesta quarta-feira (12), o governo do Estado reconheceu a situação de emergência em 4 municípios que foram castigados pelas chuvas no início deste ano. Nova Bandeirantes, Barra do Bugres, Tapurah e Cáceres registraram alagamentos, famílias desalojadas, além de problemas com estradas e pontes.

Em Barra do Bugres as consequências mais graves estão próximas ao rio Paraguai, que transbordou em alguns pontos. Os problemas começaram a ser registrados em dezembro e se intensificaram esse ano.

Em Nova Bandeirantes, estradas de terra ficam quase que intransitáveis e há problemas também com pontes de madeira. Em Tapurah, problemas de infraestrutura também foram agravados. Em Cáceres, famílias chegaram a ficar ilhadas.

Mas há outros municípios que também estão enfrentando diversos problemas com as águas. Exemplo é Juína, que também teve bairros alagados e famílias desabrigadas. O prefeito, nesse caso, não decretou emergência porque conseguiu, com a ajuda da própria população, atender os desabrigados.

Em Juruena, por outro lado, já foi decretada emergência, mas a situação ainda não foi reconhecida pelo Estado. A zona rural é a mais afetada, devido às diversas estradas de terras e pontes de madeira. O Departamento Nacional de Infraestrutura (Dnit) chegou a proibir o tráfego de veículos pesados na BR-174, que liga Castanheira, Juruena e Colniza.


An 21An 21An 21

Contato

PORTAL ARENÁPOLIS

 
(65)9.9992-0230

Fale Conosco

Redes Sociais

Todos os Direitos Reservados para PORTAL ARENÁPOLIS

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo