Saúde

13/06/2020 09:53 Diario de Cuiabá

MT - Saúde alerta que assintomáticos devem evitar aglomeração

Diante da dificuldade de realização de testes em massa, muitas pessoas são infectadas e sequer sabem que estão com o novo coronavírus. Por isso, todos precisam continuar usando máscara e mantendo o distanciamento social.

Além disso, pacientes com suspeita da doença devem seguir as recomendações médicas de isolamento e quarentena. O alerta foi feito pelo secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo. “Os assintomáticos também devem evitar aglomerações, também devem evitar a participação de eventos como muitas pessoas. Por mais que há uma notícia de que parece que o assintomático não teria uma capacidade de infectar outras pessoas, isso ainda é extraoficial, ainda há dados científicos para isso. Não dá para acomodar. A única certeza é de que não haverá leitos suficientes de UTI para atender a todos”, reforçou Figueiredo.

Pacientes assintomáticos são aqueles que não apresentaram e nem vão apresentar sintomas da doença – como tosse, febre e dificuldades respiratórias.

No início desta semana, a infectologista e chefe do Departamento de Doenças Emergentes da Organização Mundial da Saúde (OMS), Maria Van Kerkhove, afirmou que a propagação de Covid-19 a partir de pacientes assintomáticos é “muito rara”.

Segundo ela, “os dados levantados até agora mostram que pessoas que não apresentam os sintomas da doença possuem pouco potencial infectológico para contaminar indivíduos saudáveis.

De acordo com a especialista, deve haver esforços dos governos para identificar e isolar pessoas que apresentam sintomas.

“Nós sabemos que existem pessoas que podem ser genuinamente assintomáticas e ter o PCR (teste realizado para detectar a presença do vírus no organismo) positivo. Esses indivíduos precisam ser analisados cuidadosamente para entender a transmissão. Há países que estão fazendo uma análise detalhada desses indivíduos, e eles não estão achando transmissão secundária. É muito rara”, afirmou a médica, ao ser questionada por jornalistas.

No entanto, na terça-feira mesmo, a OMS esclareceu que a "transmissão por casos assintomáticos está ocorrendo, mas a questão é saber quanto".

"A maioria das transmissões que conhecemos ocorre por pessoas com sintomas que transmitem o vírus por meio de gotículas infectadas. Mas há um subconjunto de pessoas que não desenvolvem sintomas", informou a OMS, reforçando que as pesquisas estão em andamento


Contato

PORTAL ARENÁPOLIS

 
(65)9.9992-0230

Fale Conosco

Redes Sociais

Todos os Direitos Reservados para PORTAL ARENÁPOLIS

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo